Persistência e foco nos objetivos

Estamos a viver uma fase de grandes desafios em varias frentes, com muitas mudanças que exige uma significativa capacidade de adaptação de todos os stakeholders.

 

Não nos podemos esquecer que em 2016, após o processo de privatização da EGF, em que foram consolidadas as adaptações à mudança que um processo desta natureza envolve, seguiu-se ainda uma profunda transformação do modelo regulatório, com alterações dos procedimentos, investimentos e tarifas para o período 2016-2018, fixadas pelo regulador a 28 de dezembro de 2016, no mesmo ano em que foi publicado o novo despacho do SIGRE (Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens), que em muito interfere com a atividade da Algar.

 

Após um ano em que a persistência e o foco foram determinantes, em 2017 a empresa tem tido como prioridade o investimento na atividade da recolha seletiva como forma de permitir o alcance das metas definidas, um desafio que abraçamos na expectativa de que os municípios e outras organizações se associem a nós nesta decisiva missão. Salienta-se ainda os desafios de conseguir materializar, os investimentos aprovados para a Algar, assim como, continuar a melhorar o serviço prestado aos municípios.

 

É com confiança no futuro, numa equipa de colaboradores, sem os quais não teria sido possível ultrapassar todos estes desafios, que a Algar vai prosseguir na concretização de novas soluções que incorporem mais-valias ambientais e sociais. O objetivo é mantermo-nos no caminho do desenvolvimento e do sucesso, contribuindo para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos da região do Algarve.

Luís Masiello Presidente do Conselho de Administração